Via invisível

Soraya Braz e Fabio FON · Painéis eletrônicos · 2011

Invisível, a radiação de telefones celulares de transeuntes da Avenida Paulista, em São Paulo, ativa o pisca-pisca frenético de painéis localizados em estações de metrô. Obra realizada com apoio do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica em 2011.

Estamos imersos em uma trama de caminhos invisíveis, onde os dados das redes ou as conversas em telefones celulares são irradiados silenciosamente no ar, atravessando ruas, edifícios e corpos. Em Via Invisível de Fabio FON e Soraya Braz, estes caminhos são percebidos. Aqui, pequenos sensores de radiação eletromagnética permanecem fixados em painéis localizados nas saídas do metrô da Avenida Paulista, em São Paulo. Estes painéis piscam freneticamente quando celulares são utilizados em proximidade, entre outras situações.

Trata-se de uma série de painéis apresentados em nove acessos envidraçados das seguintes estações de metrô da linha 2 – Verde de São Paulo: Consolação, Trianon-MASP e Brigadeiro, em julho de 2011. Via Invísivel fez parte do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica – FILE PAI – Paulista Avenida Interativa 2011. O trabalho dialoga com outras realizações da dupla FON e Braz, em especial, Roaming Grampo, que também se baseiam na apropriação dos sensores de radiação eletromagnética.

CONHEÇA TAMBÉM